quinta-feira, 24 de junho de 2010

Vocação

Me encantando com os artigos de ed rené!Não dá pra não citar o que me toca!bem cabivel...

Aristóteles disse que onde suas habilidades se cruzam com as necessidades ao seu redor, aí está sua vocação.
habilidades + necessidades = oportunidades
Não basta fazer o que dá dinheiro tem que fazer o que você gosta de fazer.Que a vocação é seu talento na prática.Depois buscar excelencia,achar formas de melhorar seu desempenho.
Se preparar antes mesmos de chegar onde se quer!Usar o que se faz ao redor para se lapidar para surgir abilidades naturalmente.Não adianta correr, tem que gostar de correr.

domingo, 20 de junho de 2010

Via de mão dupla!

Tenho que ter uma pausa e rever a qualidade em mim para com a interação com o além de mim!
Se há algo de errado nas relações na maioria das vezes tem porcentagem de nós falhando.
Só me esforço para não ver somente pelos meus olhos,perspectivas do olhar do outro nos torna melhores,não ser tão irredutivel as minhas próprias conclusões.Vivemos coisas distintas e assim geramos pensamentos as vezes contrários sobre o mesmo assunto.É válido escutar para acrescentar.Pois todos tem algo a ensinar,que eu aprenda com cada lição,as que veêm através do outro,que são tão importantes quanto as minhas.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Dinheiro, sexo e futebol

"O gol é o orgasmo do futebol, disse Nelson Rodrigues. Mas o gol não é o todo do futebol. O gol, aliás, é o fim do futebol. Cada vez que o gol acontece, começa tudo de novo. Que nem orgasmo. O orgasmo é o fim da transa. Quando o orgasmo acontece, começa tudo de novo (sabe lá depois de quanto tempo, mas começa!). O que quero dizer com isso é que a bola não é feliz apenas quando estufa as redes em gol. Uma bola feliz é uma bola em jogo. Uma espalmada de mão trocada, uma pancada de três dedos no travessão, uma matada no peito do zagueiro. Imagino como era feliz a bola enquanto Pelé olhava para ela e sussurrava segredos durante o minuto de silêncio. Uma bola feliz é uma bola em jogo. E se o orgasmo está no gol, a graça está no jogo. Assim como o ápice é o gozo, e o prazer é a transa.
Essa era a diferença entre o Garrincha e os caneleiros de plantão. O Garrincha gostava do gol, mas gostava também do jogo. Não valia apenas empurrar para dentro do gol (sem trocadilhos), tinha que ser por baixo das pernas do zagueiro (sem trocadilhos). Além do gol, o jogo. E quanto mais prazeroso o jogo, mais arrebatador o gol. Assim é com a transa, não é? E sabe de uma coisa, assim como tem gente que gosta de fazer gol e não gosta de jogar, também tem gente que gosta de gozar mas não gosta de transar. E mulher nenhuma (penso eu) gosta de transar com esse cara.
VERDADE VERDADEIRA
Para embalar você, seu produto, seu ambiente de trabalho, seus processos e seus relacionamentos, não há substitutos para a autenticidade.Não importa o que você faz. Importa o que você é. Fingir orgasmo é rota suicida, e ninguém consegue fingir que é craque. No máximo, consegue fazer um gol de placa, sem querer, na maior sorte, e depois "não vende nunca mais".Entre o naturalmente feliz e o treinado para ser feliz, está a maioria dos mortais, pessoas como eu e você, que convivem com o desafio da autotransformação e da busca da felicidade. Uma felicidade não artificial, que brota de dentro para fora.
prosseguir numa grande aventura. A aventura de ser. Ser, para poder vender. Ser, para poder andar pelo caminho da autotransformação.Tomar uma decisão. E depois colocar o pé na estrada, pois a viagem é longa e você não vai chegar lá a menos que dê o primeiro passo. O primeiro passo? Jogar fora os pacotes que venderam pra você. Já é um bom começo. "(ER)

sábado, 12 de junho de 2010

...

"Uma pessoa é uma coisa muito complicada. Mais complicada que uma pessoa, só duas. Três, então, é um caos, quando não é um drama passional. Mas as pessoas só se definem no seu relacionamento com outras. Ninguém é o que pensa que é, muito menos o que diz que é (...) Ou seja, NINGUÉM É NADA SOZINHO, somos o nosso comportamento com o outro".luis fernando verissimo

terça-feira, 8 de junho de 2010

norton I a epidemia!

A maioria ds pessoas funciona como matéria de retro-alimentação dessa loucura coletiva de identidades de mentirinhas e infelicidades cronicas.Ninguém se atreve a tirar as mascaras, e muito menos denunciar as mascaras dos outros.SOBREVIVEMOS DE TAPINHAS NAS COSTAS E ELOGIOS EVANESCENTES.Mal de época!Tempo que ser celebridade é mais importante do que ser gente.
Os verdadeiros amigos não são aqueles que nos dão tapinhas nas costas e vivem alimentando nossos egos falsos.Amigo é aquele que nos ajuda a enxergar a verdade a respeito de nós mesmos.Amigo é quem nos coloca de frente pro espelho.Isso exige honestidade,coragem,aceitação,perdão,encorajamento na direção da transformação,disposição de permanecer ao lado,caminhando junto depois que cai o pano.(ER)

quarta-feira, 2 de junho de 2010

sintomas de Impotência...


Como organizar em palavras esse sentimento!?!impotência...vixii dificil...não tem ação para descrever,é uma ausência presente.
Diversas vezes me pego sentindo isso,quando observo algo que me deixa sem ação...sem poder suficiente para efetuar solução.Quando não depende de mim,ou quando pior, de ninguém para melhorar algo ruim.
Impotência social é resultado de quando vejo os indices de pertinho,vistos com uma lupa.Indices que se tornam humanizados e resultam reflexões profundas.Gera vontade de abraçar o mundo com as próprias pernas e ter opção melhor,diferente,sei lá o que....impotência,o coisa ruim!me deixa num beco sem saida!?!Será mesmo...
...Impotência gera comodismo!Ou gera revolta...ambos não acrescentam em nada!
Fazer a porcentagem que posso fazer, essa é minha decisão.Me sinto plantando mudas em uma floresta!melhor que se conformar com o desmatamento completo.

Acredito que fazendo bem na minha micro autonomia, melhoro o macro inatingivel.